Páginas: [1] 2 3 ... 56   Ir para o Fundo
Imprimir
Autor Tópico: Estator da Boulevard C1500 queimado.  (Lida 162011 vezes)
0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.
Adhemar
Mobilete
**
Offline Offline

Mensagens: 378


Porto Alegre-RS


WWW
« : 17-07-2009, 13:54:48 »

Olá Amigos. Dias atrás fiz uma viagem ao uruguai e foram 1900 Km sem nenhum problema. Cheguei em casa e guardei a moto na garagem. No outro final de semana fui pegá-la para sair e estava sem bateria. Retirei a bateria e levei numa loja especializada em baterias. Deram uma carga de 24 horas nela e no dia seguinte participei dos testes. A bateria estava Ok, suportando vários arranques seguidos sem baixar a carga. Então levei a moto na concessionária suzuki. Fizeram o teste e chegaram a conclusão de que era o estator pois estava carregando algo em torno de 11 volts. Devido ao custo da peça nova optei por faizer o recondicionamento da peça e a concessionária garantiu que ficaria melhor que nova. Acontece que praticamente nesta mesma semana que a minha estragou o estator uma outra moto do mesmo ano da minha(2007) e com a kilometragem aproximada de 40000 Km de uma amigo que mora no interior também teve o mesmo defeito. A dele foi igualmente recondicionada e voltou a queimar. Indaguei a concessionária do motivo da queima do referido estator. Me alegaram primeiro que se a moto possui equipamentos elétricos adicionados tipo faróis auxiliares, devido ao elevado consumo de carga o estator fica funcionando o tempo todo o que vem a gerar aquecimento e queima e o segundo motivo é que quando a moto fica parada muito tempo a bateria descarrega e se anda-se pouco com a moto o estator também fica trabalhando o tempo todo o que vem a ocasionar a queima. Só que a minha não tem nenhum destes fatores que poderiam ocasionar, pois não tenho equipamentos extras e rodo muito, tanto que já ultrapassei 43.000 Km. Pode ser concidência ter "queimado" os dois estatores, mas estou em dúvida quanto a qualidade da peça. Algum de vocês já teve problema semelhante ou ouviram falar de algo a respeito?
Registrado

Adhemar.
 "O que importa não é a cilindrada da motocicleta e sim o caráter do motociclista".
AL
Fundador
Boulevard M800
*****
Offline Offline

Mensagens: 5.742


Americana - SP


« Responder #1 : 17-07-2009, 13:59:45 »

Acho que foi coincidência.

Agora uma  dica para quem fica com a moto parada é colocar um EVA para o tripé ficar em cima, para evitar possíveis perdas de carga caso haja algum mal contato de aterramento que toque o quadro. Isto costuma acabar com a bateria em bem menos tempo...
Registrado

Abraços,


AL
Suzuki Boulevard C1500 '08 Branca e Prata - Adele
Joca
Membro Coletado
Boulevard M1500
*
Offline Offline

Mensagens: 7.074


Bom Jesus dos Perdões - SP


« Responder #2 : 17-07-2009, 14:27:17 »

Al, favor explicar melhor a colocação da placa de EVA no tripé (?). Qual tripé?  icon_scratch icon_scratch icon_scratch
Abraço.
Registrado




Yeah, darling, gonna make it happen.
Take the world in
Adhemar
Mobilete
**
Offline Offline

Mensagens: 378


Porto Alegre-RS


WWW
« Responder #3 : 17-07-2009, 14:33:45 »

Acho que o Al está se referindo ao pé de descanso da moto não?
Registrado

Adhemar.
 "O que importa não é a cilindrada da motocicleta e sim o caráter do motociclista".
AL
Fundador
Boulevard M800
*****
Offline Offline

Mensagens: 5.742


Americana - SP


« Responder #4 : 17-07-2009, 14:45:03 »

Sim, o pé lateral de descanso da moto. Chamo aquilo de tripé... icon_biggrin
Registrado

Abraços,


AL
Suzuki Boulevard C1500 '08 Branca e Prata - Adele
Morato
Moderador Global
Boulevard M800
*
Offline Offline

Mensagens: 5.388


São Paulo - SP / V-Strom 1000


« Responder #5 : 17-07-2009, 15:05:51 »

Não sou especialista, mas tenho a opinião que mesmo com "sobrecarga" não deveria haver queima do estator, pois deve haver um circuito limitador de corrente. Esta limitação deveria deixar o sistema dentro de suas capacidades. Mesmo havendo consumo durante todo o período, a potência não deveria estar sendo ultrapassada.

Tive uma Agrale 27.5 e esta apresentou este defeito. Na época foram necessários 3 recondicionamentos.

Inicialmente, o problema foi umidade, que interferiu no isolamento das bobinas, depois foi a qualidade do fio de cobre utilizado (há uma regra de cores do esmalte de acordo com a temperatura que o isolamento vai trabalhar). A infiltração de umidade foi resolvida com a troca de uma borracha de vedação da capa do estator.
Registrado

Hell
Fundador
Boulevardossaurus Rex !!!
*****
Offline Offline

Mensagens: 20.884



« Responder #6 : 17-07-2009, 18:10:46 »

Na comunidade da C1500 no Orkut tem algumas pessoas reclamando desse mesmo problema...
Registrado

BOG - Irmãos de Alma e Estrada
Adhemar
Mobilete
**
Offline Offline

Mensagens: 378


Porto Alegre-RS


WWW
« Responder #7 : 17-07-2009, 19:12:01 »

Olá Hell. Poderias me dizer qual das comunidades do Orkut estão relatando tal problema? Abraços.
Registrado

Adhemar.
 "O que importa não é a cilindrada da motocicleta e sim o caráter do motociclista".
Hell
Fundador
Boulevardossaurus Rex !!!
*****
Offline Offline

Mensagens: 20.884



« Responder #8 : 17-07-2009, 19:16:00 »

Link 1

Link 2

 thumbsup
Registrado

BOG - Irmãos de Alma e Estrada
elio_filho
Visitante
« Responder #9 : 18-07-2009, 00:02:16 »

Que coisa, hein?  icon_scratch

Já pensou um defeito crônico?

Abraços preocupados pelos colegas miliquinhenteiros,
Registrado
Timponi
Membro Coletado
Mobilete
*
Offline Offline

Mensagens: 367


Lagoa Santa MG


WWW
« Responder #10 : 18-07-2009, 21:46:03 »

Caro Adhemar.

O estator trabalha continuamente gerando carga  para bateria, sistema de ignição e farol ( que fica ligado direto).
O problema da queima do estator e também do sensor de pulso que trabalham no mesmo lugar, é devido a alta temperatura gerada pelo motor aquecendo o óleo além da temperatura ideal de trabalho que é de 83 a 93 graus.
O estator é refrigerado pelo óleo do motor e quando este aquece além do normal, não consegue trocar o calor gerado pelo estator, causando com o tempo a queima do mesmo.
Este fato tem ocorrido em muitas motos importadas especialmente as motos com injeção eletrônica.
Todas as motos importada, não vem para o Brasil com a regulagm de mistura ar/combustível ajustada, causando um super aquecimento no motor devido a mistura pobre, (muito ar e pouco combustivel).
Este fato se deve, por causa da adição de alcool (22% a 25%) em nossa gasolina.
« Última modificação: 22-05-2010, 13:16:48 por Timponi » Registrado
carmil@terra.com.br
Visitante
« Responder #11 : 18-07-2009, 22:39:09 »

Adhemar,
Tenho uma C 1500 ano 2008, que  comprei no mês 11/08.
Tive dois problemas nesse curto espaço de tempo, onde andei "apenas" 10.000 km, mas me deixou na mão por duas vezes, tendo que voltar de guincho para casa.
A 1ª foi bem parecida com a sua, após vir de uma viagem a Foz do Iguaçú, onde rodei cerca de 3.000 kms, deixei minha moto para sua revisão dos 6.000 km. Na mesma semana que peguei a moto fui para a baixada santista, e tive que voltar de guincho, pois a bateria "arriou" totalmente. Levai à concessionária, na garantia, e após uma semana fui informado que havia um problema no estator e a bateria não estava sendo carregada, a peça foi trocada e pensei que não teria mais problema.
Em abril/09 fui para Floripa, e na volta depois de abastecer minha moto há uns 300 km de SP, ao ligar um grande barulho no motor me assustou. Desliguei o motor imediatamente e já me preparei o espírito para procurar um guincho. Minha surpresa foi que ao ligá-la novamente ela funcionou normalmente. Aproveitei para pegar a estrada e segui na direção de SP. Vim de forma normal, em boa velocidade mas com uma pulga atráz da orelha por conta do barulho.
Há 150 km, ao reabastecer novamente minha moto fiquei irado. ela não pegou, a bateria arriou outra vez e fiquei muito nervoso, pois tive que voltar de guincho mais uma vez.
Ao levar a moto a concessionária depois de 45 dias, ela ficou pronta, o problema foi um "PARAFUSO" que se soltou dentro do alternador e destruiu a fiação de cobra que serve para gerar carga para a bateria.
Isso me deixou preocupada e não viagei mais a longas distâncias, pois estou preocupado com a segurança da minha garupa e a minha.
Andei pouco com minha moto desde então, mas vou iniciar outras viagens e espero não ficar mais na mão.
Será que posso confiar na minha moto? Você confia na sua? Espero que sim, pois gosto do estilo dela e não tenho intenção de trocá-la, mas se me deixar na mão mais uma vez mudo de marca. O atendimento da SUZUKI deixou muito a desejar e não fiquei satisfeito com a resposta ao meu problema e nem com a demora no conserto, será que é por conta da garantia?
Um abraço,
Carlos
Registrado
Hell
Fundador
Boulevardossaurus Rex !!!
*****
Offline Offline

Mensagens: 20.884



« Responder #12 : 19-07-2009, 12:49:49 »

carmil, dá uma passada na área de apresentações, abra um tópico lá e se apresente para a galera, ok?  thumbsup

http://forum.boulevardonline.net/index.php?board=33.0
Registrado

BOG - Irmãos de Alma e Estrada
Carlos
Visitante
« Responder #13 : 19-07-2009, 22:41:35 »

Estas notícias me deixam preocupado com a chance de ficar à pé em uma destas viagens mais longas. Alea jacta est, vou prá Brasília na quinta...
Registrado
JR
Membro Coletado
Marauder 800
*
Offline Offline

Mensagens: 3.142


Uberaba - MG


« Responder #14 : 20-07-2009, 12:17:31 »

Caro Adhemar.

O estator trabalha continuamente gerando carga  para bateria, sistema de ignição e farol ( que fica ligado direto).
O problema da queima do estator e também do sensor de pulso que trabalham no mesmo lugar, é devido a alta temperatura gerada pelo motor aquecendo o óleo do além da temperatura ideal de trabalho que é de 83 a 93 graus.
O estator é refrigerado pelo óleo do motor e quando este aquece além do normal, não consegue trocar o calor gerado pelo estator, causando com o tempo a queima do mesmo.
Este fato tem ocorrido em muitas motos importadas especialmente as motos com injeção eletrônica.
Todas as motos importada, não vem para o Brasil com a regulagm de mistura ar/combustível ajustada, causando um super aquecimento no motor devido a mistura pobre, (muito ar e pouco combustivel).
Este fato se deve, por causa da adição de alcool (22% a 25%) em nossa gasolina.


Timponi passa no link abaixo e se apresenta para a turma.

http://forum.boulevardonline.net/index.php?board=33.0
Registrado

BMW R 1200 GS ADVENTURE - YELLOW FEVER
Páginas: [1] 2 3 ... 56   Ir para o Topo
Imprimir
Ir para: